As Praias da Ilha Grande!

VILA DO ABRAÃO:

No passado era apenas dormitório para os policiais que trabalhavam no presídio Cândido Mendes, com a desativação do Presídio em 1994, o turismo cresceu e como a vila do Abraão tinha melhor infra-estrutura, hoje é considerada a capital da Ilha Grande e ponto de partida para passeios de escunas e lanchas para as belíssimas praias da Ilha Grande, também ponto de partida para trekkingers.

A Vila localiza-se em uma enseada, e é o núcleo de maior urbanização da ilha, contando com 3000 habitantes, tendo relativo crescimento na alta temporada. Na vila do Abraão está instalada a maioria das pousadas e do comércio. Há restaurantes para todos os gostos, telefones público, um posto de correio, uma farmácia, uma banca de jornal, uma escola de ensino médio e fundamental, padarias, mini-mercados, posto de saúde, posto de bombeiros e grupamento marítimo, posto da polícia militar, centro de visitantes do PEIG, lnternet, lojas de roupas, artesanato e lembranças, bares e Boate. Na Ilha NÃO existe agências bancárias ou caixas eletrônicos, apesar de muitos lugares no comércio aceitaram cartões de crédito, venha preparado com dinheiro para seus gastos.

Com o festival de música Ecológica (Junho), e o festival de forró (Dezembro) da Ilha Grande, que uma vez por ano reúne nomes famosos da MPB, o Abraão tornou-se parte do calendário cultural brasileiro e recebe milhares de turistas. Todos os finais de semana de Julho, acontece na praça também a tradiocinal Festa Julina, com barraquinhas de comidas típicas, brincadeiras e quadrilha. Não deixe de conhecer a igreja de São Sebastião, caminhar por suas ruas e praias, adquirir um artesanato ou saborear as delícias dos famosos carrinhos de doces. Desfrutar a tranquilidade do local é realmente um ótimo programa.

 

PRAIAS DA ENSEADA DO ABRAÃO:

· PRAIA PRETA · PRAIA DO ABRAÃO · PRAIA DA JULIA · PRAIA DA BICA · PRAIA COMPRIDA · PRAIA DA CRENA · PRAIA DA GUAXUMÃ · PRAIA DO ABRAÃOZINHO · PRAIA DO MORCEGO

Clique para ver maior


ABRAÃOZINHO


BICA


GUAXUMÃ


CRENA


COMPRIDA


JULIA


PRETA


MORCEGO


MAPA DA ENSEADA DO ABRAÃO

 

PRAIAS DA ILHA GRANDE

ENSEADA DE PALMAS:

No século XIX, existiam fazendas que utilizavam da mão de obra escrava no cultivo da cana de açúcar e café. A enseada abriga as praias: Grande de Palmas, Mangues, Pouso, Aroeira, Recife e ilha das Palmas. Para chegar na Enseada de Palmas, pode-se alugar um barco na vila do Abraão, em Mangaratiba, Conceição de Jacareí ou Angra. Outra opção é vir caminhando a partir do Abraão, mais ou menos duas horas a pé. Na Enseada de palmas a energia elétrica é fornecida através de moto geradora. Não há comércio desenvolvido e nenhum serviço público. Palmas é um dos points do verão da ilha. Movimento durante o dia e forró à noite.

 

FAROL DOS CASTELHANOS:

Construído no século XIX,em 1900, foi um dos primeiros faróis do Brasil á serem construído, conserva seu projeto original de técnica francesa, com mecanismo puramente mecânico com lentes de cristal. Localizado no extremo leste da Ilha Grande, é um dos faróis que sinaliza a costa brasileira. O local é de extrema beleza natural. O acesso é de barco ou por trilha (pouco usada).

 

LOPES MENDES:

Areia fina branca, água muito transparente e cerca de 3 km de extensão faz de Lopes Mendes ser consideradas por renomadas revistas de turismo umas das 10 praias mais bonitas do mundo! No canto esquerdo águas calmas e cristalinas e no canto direito as ondas são ótimas para prática de surf e bodyboard.

 

SANTO ANTÔNIO:

Com aproximadamente 100 metros de extensão, a paisagem da praia é composta por rochedos imprimindo um charme incorporado com águas límpidas, areias brancas e finas.Praia deserta e selvagem,com certeza não pode deixar de ser visitada.

 

ILHA DE JORGE GREGO:

Essa ilha é morada de milhares de aves marinhas que habitam os enormes paredões de rocha. Também refúgio para os navegantes que forem surpreendidos pelo terrível vento sudoeste. Devido sua localização, é um ótimo ponto para pesca de linha, turismo subaquático e também para caça submarina. O nome tem origem na lenda de um corsário grego que naufragou nas redondezas, e toda população morreu como exceção do capitão chamado Jorge Grego, sua filha e seu marinheiro de sua maior confiança. Viveram isolados na ilha durante muito tempo, até o dia que o marinheiro e sua filha tiveram um envolvimento sentimental. Jorge ficou louco de fúria, matou os dois e em seguida, atirou-se do penhasco no mar, desaparecendo e dando origem a essa estória.

 

CAXADAÇO:

Já foi considerada umas das 10 mais bonitas praias do Brasil, e não é pra menos. O cenário é maravilhoso, são apenas 15 metros de praia encravados num pano de fundo de mata densa e exuberante. As rochas que a cercam da um contraste todo especial formando uma piscina natural límpida e transparente. Quem gosta de belos visuais a praia é imperdível. O acesso de barco e por trilha (recomenda-se a presença de guia).

  

DOIS RIOS

Dois Rios ou Lopes Mendes, qual a mais bonita? Muito difícil essa pergunta. A praia de Dois Rios é fascinante, sua areia amarela tem aproximadamente um quilômetro de extensão, lá você sente a bela natureza selvagem mais próxima, de cada lado da praia existem dois rios (por isso o nome). O azul-esverdeado das águas e as ondas que se formam com o vento do mar aberto, possibilitam aproveitar o mar e depois se refrescar em um banho de água doce. Os dois rios banham um extenso manguezal, que equilibra o ecossistema de toda região. É nesse manguezal que os peixes procriam, nele existem ricas espécies da fauna e da flora. As casas ao redor da praça eram moradia dos guardas do antigo presídio, cujas ruínas resistem ao tempo. É possível ver a antiga cozinha, a administração e algumas celas com ferros retorcidos e um amontoado de concreto. Há um museu no local contando um pouco da história do presídio, como a fuga espetacular de helicóptero do Escadinha, um dos maiores ladrões brasileiro da época. Atualmente Dois Rios são ocupados por ilhéus, pesquisadores, cientistas e técnicos, onde após a implosão da Colônia Penal Cândido Mendes, a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), obteve o direito de cessão da área a das benfeitorias que pertenciam ao presídio, inaugurando um Centro de Estudos Ambientais e Desenvolvimento Sustentável (CEADS).



PARNAIOCA:

A bela parnaioca é uma das praias mais isoladas de toda ilha Grande. Quem a conhecer jamais será capaz de imaginar que a cerca de 30 anos já foi a praia mais povoada da Ilha Grande, abrigando uma comunidade de mais de 1000 pessoas que viviam da pesca e agricultura. Praia de frente para o Atlântico com sua areia amarelada e grossa tem o mar violento. As ruínas de antigas construções feitas pelas mãos de escravos e a pequena igreja do sagrado coração de Jesus ainda hoje mantém seus traços originais. Este é um dos poucos vestígios que da grande comunidade que aqui viveu. Atualmente moram poucas pessoas. O rio Parnaioca é uma beleza à parte, já foi bem mais volumoso no passado. O acesso é dado por embarcações privadas ou por trilha (recomenda-se a presença de guia). Na Parnaioca não há energia elétrica, comércio ou pousadas, somente campings.

  

PRAIA DO LESTE E DO SUL:

É uma reserva biológica, cujo acesso só é permitido a pesquisadores e pessoas autorizadas pelo IBAMA. As áreas de proteção ambiental visam garantir a proteção da grande reserva de mata atlântica e da vida marinhas ainda existentes por lá.


AVENTUREIRO:

Segundo opiniões é o local mais paradisíaco da Ilha Grande com paisagens deslumbrantes. O Aventureiro resiste a décadas sem alterar suas características, é como se o tempo tivesse parado por aqui. Lugar para ouvir o som das ondas e curtir iluminação de lampião e luz de vela, já que energia elétrica só através de geradores movidos à gasolina que normalmente funcionam até as 22:00hs. A praia do Aventureiro apresenta 400m de areia fina e prateada, fundo raso, água límpida e mar agitado, exceto na extremidade esquerda. Na vila do Aventureiro moram pouco mais de 100 pessoas (dado de 2009), povo simples e acolhedor que vive da pesca artesanal, da pequena lavoura de subsistência e da atividade turística voltada para os campings rústicos caiçaras que acolhem principalmente os surfistas e fornecem refeições simples. Para acampar por aqui é necessário autorização da Prefeitura de Angra dos Reis.

 

MEROS E DRAGO:

A praia dos Meros é uma praia linda, isolada e pequena. É comum a formação de dunas de areia. Notam-se vestígios de antigas civilizações que habitavam a ilha a cerca de 3000 anos atrás. A Ponta do Drago apresenta uma curiosa formação rochosa, lembrando um Dragão. A passagem em seu contorno é sempre uma preocupação para os navegantes. Quando o mar está agitado, a colisão das ondas é de tamanha intensidade que a espuma pode ser vista da praia da Parnaioca, distante 9,5km.



PROVETÁ:

Atualmente é o segundo povoado mais populoso (cerca de 1600 habitantes). Sua característica de maior destaque é a forte presença de comunidade evangélica – Assembléia de Deus, que envolve quase toda população. Tem grande importância econômica na Ilha Grande, pois lá se encontra baseados os maiores barcos de pesca do litoral sul do Rio de Janeiro. Nota-se também a presença de pesca artesanal com destaque para os moluscos em especial a lula.



GRUTA DO ACAIÁ:

É um local bastante interessante e exclusivo na Ilha Grande. O fenômeno da fluorescência da água é impressionante e certamente inesquecível. A cor da água varia de azul claro a verde esmeralda em função da intensidade do sol. A espuma da água da impressão de diamantes brilhando. A Gruta possui cerca de 30 metros de largura e uma altura média de 1 metro. É uma fenda horizontal no interior da rocha com uma praia de pedra submersa. O acesso é por terra (propriedade particular – É cobrada taxa de ingresso), descendo por uma caverna com passagem estreita. O acesso também pode ser feito via mergulho submarino. ATENÇÃO. A distância a ser nadada não é curta e a corrente pode ser traiçoeiras. Recomendável somente para mergulhadores experientes. É perigoso e existe risco de morte.



PRAIA VERMELHA

-A praia vermelha recebe um número considerável de mergulhadores que dela partem em expedições submarinas, especialmente pelos navios naufragados. Na baia da apresenta cerca de 100 metros de areia grossa.



ENSEADA DE ARAÇATIBA
:

São tres praias ligadas por uma trilha de 1,5km. A Praia Grande de Araçatiba, 500 metros de areias claras, águas calmas e límpidas. Praia de Araçatiba (Araçatibinha), areias claras e finas e muito sossego. Ótima para banho de mar e relaxar, é deserta e possui um cais que pertencia a uma antiga fábrica de sardinha em lata. Praia da cachoeira, boa para o banho de mar, tranquila e simpática merece ser visitada.



LAGOA VERDE:

Recanto de águas rasas, tranqüilas e tipicamente verdes é um dos destaques da costa noroeste da Ilha Grande. É um dos pouco locais do planeta onde são encontrados corais esverdeados. Local perfeito para pratica de snorkel e nadar juntos aos peixinhos coloridos que ficam à espera de migalhas de pão.



ENSEADA DO SÍTIO FORTE:

São três as praias. Ubatubinha possui cais e construções antigas, bar e restaurante. Tapera é um recanto de tranqüilidade. Visual marcado por coqueiros, tem barzinho e propriedades particulares. Sítio Forte teve presença importante na época da escravidão e das lavouras da cana de açúcar. Ruínas de antigos casarões são encontradas nas proximidades. Hoje suas terras são de propriedade particular. Maguariquissaba e Passaterra predomina a atividade turistica. Ambas possuem atracacao e restaurantes, são boas para banho de mar com aguas claras e tranquilas. Em Maguariquissaba foi base operacional para a implantacao do projeto de cultivo de mexilhoes da Ilha Grande – uma atividade economica alternativa para os pescadores.



ENSEADA DO BANANAL
:

PRAIAS E PONTOS DE INTERESSE NA ENSEADA DO BANANAL: Bananal grande e Bananal Pequeno – Apresenta-se também como a terceira mais populosa comunidade da Ilha Grande (dados do IEF), comunidade de pescadores e com forte influência japonesa. As ruínas das antigas fábricas de sardinha enlatadas ainda se fazem presentes. O acesso para a enseada do Bananal é diário por meio de barco partindo de Angra dos Reis. Praia do Matariz: É habitada por uma pequena comunidade de pescadores. Tem um pequeno bar, uma escola municipal e cais. Até alguns anos atrás funcionou a última fabrica de pescados enlatados da Ilha Grande. Praia de Jaconema: Com aproximadamente 50 metros é outro recanto de sossego. Areia com tom avermelhados, água esverdeada e transparente, é habitada por poucas famílias. Naufrágio do Navio Pinguino e do Helicóptero, é uma atração para o turismo subaquático.

 

LAGOA AZUL:

A ilha dos macacos deixa de ser ilha quando a maré fica baixa. O local foi apelidado como Lagoa Azul, por causa da coloração azul das águas, e é um atrativo sensacional. A ilha dos Macacos apresenta recantos paradisíacos, águas tranqüilas e rasas, com tonalidade azul – piscina, um aquário natural de peixinhos coloridos, excelente para o mergulho livre e com snorkel. Você poderá encontrar petiscos, água de côco e bebidas, servidas por barcos-bar e canoas.



FREGUESIA DE SANTANA:

No século passado foi o centro de desenvolvimento econômico da ilha Grande no passado. Situada a primeira igreja católica construída na Ilha Grande, em 1796, é o patrimônio histórico mais importante da ilha Grande. Praia deserta, com boa sombra e ótima para o banho de mar.



JAPARIZ E FUNIL:

A intimidade entre a montanha, e a floresta e o mar é digna de menção. A Praia do Japariz no verão tem grande movimento de turistas em seus cinco restaurantes. A Praia do Funil é vizinha tem cerca de 10 metros de comprimento, é desabitada e praticamente imperceptível para quem passa de barco, pois fica escondida no fundo de um corredor natural formado pelas encostas de vegetação.



SACO DO CÉU:

É um santuário ecológico. O mar é tão calmo como um lago e nas noites de céu estrelado é possível ver as estrelas refletidas na água – por isso o nome. Mais da metade da costeira é formado por manguezais. No verão é grande o tráfego de embarcações, pois além de magnífica beleza natural, o local é ideal para a prática de ski-aquático e Jet-ski, possui pouca pousada e restaurante, onde NÃO aceitam cartões de crédito.



ENSEADA DAS ESTRELAS:

Encontram-se as praias da Feiticeira, Iguaçu, Camiranga, Grande e a de Fora. O mar é calmo e suas praias são boas para o banho de mar. As estrelas do mar habitam em grande número o fundo desta enseada – essa é a origem do nome. Praia Grande e de Fora tem 500m de extensão, elas são estreitas com pouca sombra. Na praia de Fora deságua o Rio Perequê, que é o maior volume de água doce da Ilha Grande.



PRAIA E CACHOEIRA DA FEITICEIRA:

Esta bela cachoeira fica escondida na montanha; O acesso é por trilha em terreno acidentado e pode cansar os menos preparados, mas vale á pena. No seu topo possui um escorregador gostam de adrenalina é possível descer a cachoeira de rapel.

 

Suas Férias Perfeitas!